Voltar para página anterior
mario magalhaes.jpg

Lançamento do livro SOBRE LUTAS E LAGRIMAS: UMA BIOGRAFIA DE 2018

Literatura

Sessão de autógrafos
Thursday , 13 de June
19:00h
Gratuito
Livre
Piso, Livraria Cultura - Salvador Shopping, Salvador

Lançamento do livro SOBRE LUTAS E LAGRIMAS: UMA BIOGRAFIA DE 2018

Literatura

Sessão de autógrafos
Thursday , 13 de June
19:00h -
Gratuito
Piso,
Livraria Cultura - Salvador Shopping, Salvador
Livre
Descrição

Do autor de Marighella: o guerrilheiro que incendiou o mundo.

Com o rigor dos grandes jornalistas e a vivacidade dos melhores ensaístas, o premiado jornalista Mário Magalhães – autor de Marighella: o guerreiro que incendiou o mundo – apresenta um retrato do Brasil de 2018, escrito a quente, no olho do torvelinho. Os protagonistas são Marielle Franco, Jair Bolsonaro e Luiz Inácio Lula da Silva.

Para isso, articula de forma magistral acontecimentos como: o desespero ocasionado pela falta de vacina em meio ao surto de febre amarela, o início da intervenção federal, o assassinato de Marielle Franco e Anderson Gomes, a prisão de Lula, a greve dos caminhoneiros, Dr. Bumbum, o vexame de Neymar na Copa do Mundo, o incêndio no Museu Nacional, Ursal e outros absurdos dos debates eleitorais, a facada, a esperança do vira-voto, Bolsonaro eleito...

E também o motorista Queiroz, a ministra Damares, a relação do filho do presidente eleito com a milícia, ascensão do fascismo, entre outros eventos que fizeram de 2018 um ano que tão cedo não vai acabar.

Descrição

Do autor de Marighella: o guerrilheiro que incendiou o mundo.

Com o rigor dos grandes jornalistas e a vivacidade dos melhores ensaístas, o premiado jornalista Mário Magalhães – autor de Marighella: o guerreiro que incendiou o mundo – apresenta um retrato do Brasil de 2018, escrito a quente, no olho do torvelinho. Os protagonistas são Marielle Franco, Jair Bolsonaro e Luiz Inácio Lula da Silva.

Para isso, articula de forma magistral acontecimentos como: o desespero ocasionado pela falta de vacina em meio ao surto de febre amarela, o início da intervenção federal, o assassinato de Marielle Franco e Anderson Gomes, a prisão de Lula, a greve dos caminhoneiros, Dr. Bumbum, o vexame de Neymar na Copa do Mundo, o incêndio no Museu Nacional, Ursal e outros absurdos dos debates eleitorais, a facada, a esperança do vira-voto, Bolsonaro eleito...

E também o motorista Queiroz, a ministra Damares, a relação do filho do presidente eleito com a milícia, ascensão do fascismo, entre outros eventos que fizeram de 2018 um ano que tão cedo não vai acabar.